O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

bullying - reiki

Bullying no trabalho – no que Reiki pode ajudar

Se estás a sentir bullying no trabalho e és praticante de Reiki podes aplicar a tua experiência e saber nesta situação. O bullying no trabalho é desgastante e destruidor do bem-estar da pessoa. Grande parte das nossas horas úteis diárias são passadas no trabalho, assim como as nossas relações e resoluções mentais/emocionais, encontram-se muitas vezes ocupadas com situações no trabalho.

Em 2014, foi realizado um inquérito CareerBuilder sobre bullying no trabalho e os indicadores foram:

  • Ser falsamente acusado de erros que não cometeu (43%)
  • Os comentários do trabalhador foram ignorados, dispensados ou não reconhecidos (41%)
  • O trabalhador foi colocado perante diferentes standards ou políticas dos restantes empregados (37%)
  • Houve bisbilhotice sobre a pessoa (34%)
  • É constantemente criticado por superiores e/ou colegas (32%)
  • Foi depreciado durante reuniões (29%)
  • O superior gritou ao empregado perante os colegas (27%)
  • O trabalhador foi deliberadamente excluído das reuniões, projectos ou saídas com a companhia (20%)
  • Alguém roubou o crédito pelo trabalho e/ou ideias do trabalhador (20%)
  • O trabalhador foi diferenciado pela raça, género, aparência ou outros atributos pessoais (20%)

Sobre o bullying no trabalho existe aquele que é claro, frontal e que muito facilmente se identifica, por outro lado há um outro tipo mais subtil, que como um ruído constante, de fundo, vai minando a capacidade de resolução e de forma de estar da pessoa perante os outros e perante o trabalho a fazer. O que pode fazer um praticante de Reiki perante o bullying no trabalho, antes que este o destrua?

Reiki para bullying no trabalho

Como praticante de Reiki, podes levar todo o teu saber, para todo os aspectos da tua vida. Isto não quer dizer que tens que apregoar que és isto ou aquilo, que sabes fazer aquilo ou aquele outro, mas podes pegar nas mais incríveis ferramentas do Usui Reiki Ryoho para lidar com os vários aspectos do bullying no trabalho.

Relação interpessoal

Por um lado, terás que ser verdadeiro contigo mesmo e pensar se o bullying não será algo que estás a empolar ou a criar na tua cabeça, por indefinição e fraqueza. Lembra-te do quarto princípio de Reiki. Quando existem conflitos, não há nada como falarmos directamente com a pessoa, mas isso envolve também a sabedoria dos princípios:

  • Só por hoje – sabe manter-te no aqui e agora, não te deixes arrastar pelas emoções que as memórias te trazem, nem com a ansiedade do futuro;
  • Sou calmo – tem a conversa unicamente quando és capaz de estar ciente de ti e com a serenidade necessária;
  • Confio – acredita em ti mesmo, tem confiança que és capaz de resolver a situação;
  • Sou grato – tem uma postura humilde, ou seja, sê capaz de escutar o outro lado e agradecer pela lição de vida, mesmo que a pessoa não tenha razão;
  • Trabalho honestamente – sabe ser assertivo. Por vezes confunde-se assertividade com a relação de um bulldozer na selva amazónica. Ser assertivo é ser capaz de encontrar o caminho do meio, saber dialogar e dizer sim, não nas alturas certas;
  • Sou bondoso – Ser bondoso é ser capaz de dizer “eu não quero mais sofrer”, “estás a fazer-me sofrer”, “de que forma eu faço sofrer os outros”.

Por vezes as situações acontecem por condições que nós mesmos criamos, por isso é muito importante estarmos atentos ao nosso próprio comportamento. Saber escutar as lições que algo tão grave como o bullying no trabalho nos traz é saber construir uma essência mais forte, humana e bondosa.

Como te preparares para ultrapassar as situações de bullying no trabalho

Para resolver as situações no trabalho, vais ter que te preparar em casa e até na escola onde praticas Reiki. Aqui estão alguns exercícios que podes fazer, com uma prática diária e disciplinada. Lembra-te que se não cuidares de ti, como podes ter a harmonia e equilíbrio necessários para ultrapassares o bullying?

  • Recebe Reiki de um ou mais colegas teus, de forma regular;
  • Pratica autotratamento diariamente;
  • Observa qual o chakra mais afectado que tens com esta questão e trabalha-o de forma mais particular;
  • Recita muitas vezes os cinco princípios e reflecte com eles sobre esta questão;
  • Observa qual a tua fragilidade e de que forma tua a podes ultrapassar, depois, pratica nentatsu;
  • Se a tua energia vital está em baixo, pratica o Joshin Kokyu Ho;
  • Envia Reiki para a situação;
  • Recebe Reiju do teu Mestre de Reiki.

O que fazer no trabalho

Quando te sentires equilibrado e em harmonia, com energia suficiente e em paz, usa os princípios para falar com a pessoa envolvida na situação ou com os teus superiores. Por vezes vemos as dificuldades como um caminho sem alternativa, mas na realidade tudo tem uma alternativa, principalmente quando estás ligado ao universo. Observa se o teu trabalho realmente está a fazer sentido para o plano de vida, o que te falta a aprender nele e de que forma tu vais lidar com as pessoas com quem trabalhas. Não fujas, porque irás encontrar as mesmas situações noutros lugares, até mesmo no Reiki, por isso, mais vale resolveres a situação, ou pelo menos tentares.

Quando fores falar sobre a situação, deixa fluir a energia. Permite que os princípios te elucidem e coloca sempre de forma clara, cada situação, para que possa ser esclarecida. Não te esqueças de aprender a desapegar e a perdoar, porque se alguém errou é porque de momento não sabia fazer melhor Essa pessoa irá aprender com o tempo. A bondade, tem que estar bem preenchida no teu coração.

Previous

O byosen desenvolvido no nível 2 de Reiki

Next

O desperdício de energia e vida que o vício e maus pensamentos causam

2 Comments

  1. Elisabete

    No Reiki também se encontra pessoas mal preparadas. Aconteceu-me lidar com uma pessoa que de terapeuta Reiki só o era pelo facto de fazer tratamentos, que eram bem realizados, devo dizer, mas o seu comportamento era deveras desfasado dos cinco princípios e do respeito pelo próximo.
    Mas com essas pessoas aprendemos muito. Tudo é uma lição na vida. O comportamento dos outros revela facetas nossas de que precisamos tomar consciência. Procedo igual a esta pessoa? O que ela me faz sentir – emoções e sentimentos que afloram, padrões que se repetem… Por vezes são situações da infância que não ficaram resolvidas, como conflitos com o pai ou com a mãe que se repetem através do relacionamento com os superiores ou colegas… Também podemos perguntar-nos: respeito-me ou não? Como estão os meus diálogos internos?… Porque “permito isto”?… Sou demasiado crítico, etc. A cura poderá vir de uma profunda tomada de consciência.
    Grata.

  2. Olá Elisabete, que grande e muito preciosa partilha!!!
    Muito obrigado!!! É uma grande verdade, tudo pode ser uma lição enorme para nós e, de facto, quem queira ser terapeuta de reiki tem que pensar que está a lidar com saúde e que tal implica responsabilidade.
    Muito obrigado pela partilha!!!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén