Reiki

O abraço no Reiki

Há um grande historial do abraço no Reiki e vemos muitos praticantes de Reiki a darem abraços. O abraço pode ser curador, ajudando a ultrapassar as dificuldades emocionais, pode ser uma demonstração de afecto ou um cumprimento “de coração para coração”.

Na generalidade e com bom senso, o abraço pode ser uma boa forma de ajuda e de cumprimento. No entanto, o abraço pode também trazer desconforto e é mais sobre esse aspecto que me irei debruçar.

Nem todas as pessoas ou praticantes de Reiki gostam de abraços. Isso pode ser pelas mais diversas razões e não nos diz a nós respeito o porque. Então precisamos compreender o que o abraço poderá trazer, em várias situações:

  • Quando estamos rodeados de muitas pessoas, abraçar uma pessoa em particular e não abraçar outras que também são próximas. Outros poderão sentir que não fazem parte desse “carinho” especial (se bem que tal pode não ser verdade);
  • Abraçar uma pessoa sem lhe perguntar se podemos abraçar poderá criar um grande constrangimento. A pessoa poderá não gostar de abraços. Nestes casos precisamos compreender o espaço de cada um e a sua própria forma de estar na vida. Em caso algum se deve forçar essa situação ou então até expor que a pessoa não gosta de abraços. Assim, se houver dúvidas, é preferível não abraçar;
  • Um abraço curto pode ter significado, um abraço demasiado longo poderá ser desconfortável;
  • Os Mestres de Reiki precisam também ter cuidado com o abraço, principalmente os que são homens pois quem observa poderá sempre considerar outras coisas, então, nada como evitar situações constrangedoras.

5977aea84f36dbd4ac2bf73bee203225

Estes pontos servem para tomarmos consciência sobre o abraço. É bom abraçar e ser abraçado, mas também temos que ter alguma reserva, sensibilidade e atenção sobre isso. Lembrem-se sempre, num conjunto de pessoas, só abraço uma, e as outras? Por vezes o coração está sensível e ressente ainda mais com essa questão.

Uma boa alternativa ao abraço de peito com peito, (que pode ser constrangedor principalmente de homem para mulher) é usar o abraço no ombro. Acima de tudo, o afecto, a bondade, o amor incondicional entre as pessoas, nem sempre precisa de uma manifestação como o abraço, se bem que por vezes é curador.

Este é daqueles tópicos pelos quais vale mesmo a pena observar a vida e os que nos rodeiam. Cada um tem uma resposta própria para esta questão.

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.