O Grande Livro do Reiki,  Reiki

Inicia o teu voluntariado com Reiki Guia para uma Vida Feliz

O voluntariado faz parte do coração de todos os praticantes de Reiki. Quando começamos a praticar Reiki, percebemos que as mãos são as asas do coração e que este quer voar ao encontro de todos, auxiliando a aliviar o sofrimento e a dor. Ao darmos, estamos também de certa forma a receber e a crescer. Compreendemos a importância de estarmos em sociedade, compreendemos a importância de saber fazer pelo melhor, para todos.

O voluntariado ajuda-nos a crescer humanamente e também na nossa prática de Reiki, ajuda-nos a ultrapassar os nossos limites e a compreende-lo.

O voluntariado em Reiki Guia para uma Vida Feliz

Em Reiki Guia para uma Vida Feliz, poderás ler sobre a primeira acção humanitária, documentada, com Reiki; Os dez passos para te preparares para o voluntariado; Exemplo prático, ilustrado, do Reiki numa instituição, assim como o voluntariado em Hospitais. Terás também algumas dicas e reflexões da passagem do voluntariado à profissionalização.

Ser voluntário é colocar saber e tempo à disposição de quem mais precisa, usando a sabedoria do amor incondicional e da compaixão.
É muito natural, com a prática do Reiki, sentires vontade de doar a outros.
É o processo do teu coração em crescimento e da tua mente, que compreendem o que é melhor para o bem de todos. Também neste caminho se encontra a felicidade e, ao longo deste capítulo, vamos trilhar os vários passos e as perspetivas para a prática harmoniosa do voluntariado em terapia Reiki.

reiki guia para uma vida feliz - ser voluntario

Quando iniciar a prática de voluntariado Reiki

Após um bom tempo de prática de nível 1, para o teu auto-conhecimento e harmonização, após praticares o nível 2, em ti e com os teus colegas em partilhas, podes começar a tua prática de voluntariado. Para isso, tem um bom conhecimento dos símbolos e dos seus efeitos; prática no tratamento a outros; conhecimento dos chakras e da anatomia energética e claro, a tua harmonia e equilíbrio, que são muito necessários para que possas estar a dar, sem esperar receber.

Reflecte bem sobre a tua disponibilidade para o voluntariado, lembra-te que ao início terás muita vontade e depois, essa vontade poderá ir decrescendo. É muito importante que tenhas boa consciência da tua disponibilidade e responsabilidade. Os teus utentes, esperam por ti.

Onde fazer voluntariado

Procura, em primeiro lugar, as recomendações do teu Mestre. Poderás depois pedir informações à Associação Portuguesa de Reiki ou contactar directamente o núcleo de Reiki mais próximo para que te indique em que instituições poderás auxiliar.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.