A intenção e o desejo na prática de Reiki

Na prática de Reiki podemos colocar uma intenção para o fluxo da energia. A intenção tem a ver com um pedido que é feito à energia, para que ela flua para determinada situação, auxiliando o Bem Supremo da pessoa ou pessoas envolvidas. Esta intenção vem do mesmo conceito que diz que “onde está o teu pensamento, está a tua energia”. Assim, a intenção ajuda-nos a fixar no objectivo e a não divagar, assim como proporciona um caminho possível à energia, sabendo que existem muitos e até aqueles que nem sequer conseguimos perceber.

A intenção e o desejo na prática de Reiki

Quando colocamos a intenção, naturalmente estamos a ter um desejo. Logo à primeira vista poderá alguém pensar que esse desejo leva a apego e sabemos que o apego leva ao sofrimento. Se aprofundarmos mais o conceito de desejo, compreendemos que é uma vontade transversal em todos os campos da nossa vida e não apenas de algo relacionado com sobrevivência ou prazer (apegos). Ou seja, podemos e temos desejos que são positivos e construtivos. O desejo é um impulso, uma visão de alcance, uma vontade. Assim como temos bons e maus pensamentos, temos bons e maus desejos. Assim como a nossa mão pode fazer um gesto obsceno, a mesma mão pode ajudar uma pessoa. Tudo faz parte de nós e é a nossa consciência que faz funcionar da melhor forma tudo aquilo que somos.

Assim, toda a intenção tem um desejo por detrás. A diferença está no tipo de desejo que temos. Se tivermos apego no resultado, algo que faz parte da nossa vontade normal de querermos que a pessoa fique bem, poderemos não estar a ter o melhor dos desejos. Apesar de ser bom desejar o bem aos outros, se nos apegarmos podemos sofrer e criar sofrimento.

Como gerar uma intenção com um desejo positivo, na prática de Reiki

Quando colocares a tua intenção, lembra-te sempre que o resultado final não depende de ti. O resultado deve ser sempre o melhor para a pessoa, dentro das condições que ela mesma cria. Tu és também uma dessas condições e por isso mesmo deves estar na melhor condição possível para que Reiki flua para a pessoa. O teu desejo positivo é que a energia flua, se tal for possível, para aquilo que é melhor para a pessoa, sem te apegares ao seu resultado final.

É neste sentido que muitos falam no aspecto de o praticante de Reiki ser “apenas um canal”. Ou seja, através dele passa a energia, mas para todos os efeitos não será ele o responsável pela possível cura da pessoa. Faz sentido, desde que tal não seja uma forma de laxismo ou desresponsabilização do conhecimento, saber, experiência e condições óptimas para praticar Reiki nos outros.

A intenção é precisa, o desejo faz parte. Todos temos um grande desejo, o de alcançar a felicidade, o de ver os outros sem sofrimento. É um grande desejo positivo que aprendemos com uma mente vazia e um coração preenchido. Assim compreendemos o que é o desejo positivo.

Os quatro votos do bodhisattva

Vamos observar, dentro da filosofia oriental, os quatro votos do Bodhisattva, que apesar de não estarem relacionados com o Reiki nos ajudam a compreender a mentalidade oriental:

shujō muhen sei gan do 衆生無邊誓願度
bon-no mujin sei gan dan 煩惱無盡誓願斷
ho mon muryō sei gan gaku 法門無量誓願學
butsu do mujō sei gan jo 佛道無上誓願成

Os seres sencientes são inúmeros; Eu comprometo-me a salvá-los a todos.
Os desejos são inesgotáveis; Eu comprometo-me a por um fim a eles.
Os dharmas são ilimitados; Eu comprometo-me a dominá-los;
O caminho de Buda é inultrapassável; Eu comprometo-me a alcançá-lo.

Assim como o Bodhisattva pretende desapegar-se do desejo, também o Bodhisattva deseja libertar do sofrimento todos os seres sencientes. E é isto o desejo. Por um lado temos o apego, que será negativo ou trará condições negativas e por outro o desejo, a vontade, o compromisso para algo que é bom, desapegado, que trará condições positivas.

download

 

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.