Reiki

Será Reiki contra os princípios cristãos ou de outra religião?

Quando em 1922 o Mestre Usui criou o seu método de cura natural, ao qual chamou Usui Reiki Ryoho colocou os fundamentos naquilo que é chamado de gainen – os preceitos. Nestes preceitos, Mikao Usui indicou os princípios pelos quais a prática é fundamentada.

mikao-usui-principios
Fotografia de Mikao Usui com os Preceitos, onde estão incluídos os cinco princípios.

Estes preceitos podem ser traduzidos como:

Ensinamentos do Usui Reiki Ryoho
para a tua evolução
A arte secreta de convidar a felicidade,
a medicina espiritual para muitas doenças.
Só por hoje
Não te zangues
Não te preocupes
Sê grato
Sê diligente
Sê bondoso para com os outros.
De manhã e à noite, senta-te com as mãos juntas e repete
estas palavras alto e com o teu coração.
Para a melhoria da mente e do corpo.
O fundador,
Mikao Usui

Observando os preceitos e os princípios, compreendemos que é algo que em nada tem a indicação de uma religião. Encontramos pilares para a construção da consciência e de uma mente e coração mais saudáveis. E claro que as frases “A arte secreta de convidar a felicidade” e “a medicina espiritual para muitas doenças” podem trazer interrogação mas nada elas têm de estranho a não ser o que se queira deturpar. Para compreender estas frases, podemos também refletir sobre algo que o Mestre Usui também escreveu:

Hoje em dia as pessoas precisam de melhorar e reconstruir interior e exteriormente a vida… A razão do lançamento do meu método para o público é ajudar pessoas com doença no corpo e na mente.

Sem dúvida que as suas palavras ecoam com o mesmo valor de há quase 100 anos atrás. Então, arte secreta não é mais que a prática diligente que precisamos ter para desenvolver uma técnica que nos transforma o interior. E que parte de nós é mais secreta do que o nosso interior?

Gassho
Gassho – colocar as mãos juntas. É o que fazemos para nos ligar à energia e meditar. Não estamos a rezar ou a salmodiar.

A medicina espiritual tem a ver com o conceito oriental de todos termos algo mais que um corpo. Temos uma essência e essa precisa estar em sintonia com a vida. Então Reiki é uma “medicina” no sentido de “remédio”, de aplicação que pode ser realizada para todas as doenças. O fator cura, esse dependerá das condições próprias da pessoa. Reiki é uma terapia complementar, do campo bioenergético e qualquer tipo de avaliação que se faça é sempre sobre a energia, não sobre órgãos ou partes do corpo físico, que são do campo da medicina.

Assim, podemos dizer que o Reiki é¹:

  • Um método japonês com técnicas que auxiliam o processo de cura por «imposição das mãos» e elevação da consciência;
  • Uma filosofia de vida assente em Cinco Princípios;
  • Uma prática de autoajuda para o crescimento pessoal;
  • Um método possível de utilizar em qualquer lugar, momento ou situação;
  • Uma técnica para equilibrar todos os nossos corpos;
  • Envolver uma cura natural, profilática, que auxilia a manutenção do bem-estar;
  • Uma terapia complementar e integrativa, que não exclui as outras medicinas ou terapias, antes pelo contrário, pode ampliar a sua eficácia.

E mais ainda:

  • É um método simples mas não simplista, é uma filosofia de vida assente em Cinco Princípios e 21 técnicas de autotratamento e de tratamento aos outros;
  • Permite-nos elevar a consciência e transformar os nossos padrões de comportamento;
  • Traz-nos harmonia, numa perspetiva holística, e auxilia no alívio da dor, procurando a cura, se possível;
  • Tem uma ligação ao mais profundo da pessoa, à sua essência ou espírito, conforme os conceitos de cada um;
  • É uma prática de amor incondicional pois desperta-nos a capacidade de doar;
  • É um método totalmente natural, não faz uso de medicamentos, não utiliza instrumentos acessórios nem tem manipulação;
  • A energia está sempre disponível para ser usada, só dependerá do seu recetor e do emissor; como tal, é considerada uma energia passiva.

Será Reiki contra os princípios de qualquer religião?

O medo provoca-nos sempre reações de proteção, assim como a incapacidade de compreender algo a que muitas vezes nem queremos ter o trabalho de compreender. Nos seus fundamentos, Reiki nada tem a ver com religião mas por vezes o problema surge quando praticantes misturam religião, ou quando até mesmo se fazem passar por gurus ou messias. Mas isso é um problema pessoal e não deve ser interpretado como algo que é a base do Usui Reiki Ryoho. Ao longo de milhares de anos vamos tendo este tipo de situações em tudo o que é filosofia de vida, prática espiritual, religião, e mesmo em coisas mais do mundo prático, como é o caso da política.

Se um católico matar alguém, não se deve interpretar que a religião prega isso. Se um praticante de Reiki enganar alguém, não se deve interpretar que o Método o indica para fazer. Precisamos cada vez mais observar as situações com uma mente vazia, um coração bondoso, com uma inteligência mais apropriada ao tempo que vivemos.

Também por isso, nunca deve haver uma atitude de tentar convencer que Reiki é bom. Não precisamos disso. Quem quiser aprender deve questionar, experimentar e depois compreenderá. O seu caminho poderá não passar pelo Reiki. Nem todos precisam ser praticantes de Reiki nem o Método veio para subsituir o que quer que seja. Reiki é sim «a arte secreta de convidar a felicidade» se soubermos mudar a consciência com os cinco princípios e tal não é fácil.

Tendo esta sabedoria em mente, compreendemos porque é que Reiki é praticado por pessoas, independentemente da sua geografia, etnia, crença ou idade. Quem quiser “proteger” os princípios de uma religião, por medo, poderá encontrar todos e quaisquer motivos para tentar denegrir o Método mas, felizmente, a prática e os efeitos reais que Reiki traz à nossa vida, conseguem mostrar a importância que essas questões trazem – elas servem para mostrar que mais e mais devemos crescer com princípios e transformarmo-nos a nós, antes de queremos transformar os outros.

O Usui Reiki Ryoho, nada tem a ver com religiões ou espiritualidades, isso é próprio de cada um.

pratica os principios pratica reiki - 2016

¹Fonte: O Grande Livro do Reiki

[issuu-painel-folder-list id=”c8e778fa-e747-4035-86fd-c382484df825″ result_order=”asc” order_by=”title”]

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

3 comentários

  • Geny Silva

    Sempre muita sabedoria em seus artigos. Grata.
    Sou católica e sempre gostei e quiz praticar Reiki. É verdade que aqui no Brasil muitos misturam um pouco com religião, o que pode confundir algumas pessoas, principalmente se são um tanto fechadas. Eu porém quando ofereço alguém do meu ambiente um sessão de Reiki sempre digo isto, que não tem ligação com nenhuma religião, que todos podem serem beneficiados por esta energia do amor incondicional. Sou muito feliz por ser reikiana, uma dádiva de Deus, quero me aprofundar mais e mais para poder ser um canal deste amor para o meu próxima.

    • João Magalhães

      Oi Geny, muito obrigado pelo teu bom comentário, é realmente um grande resumo do que muitas pessoas sentem. É incrível podermos usufruir sem confusão e sem medo. Tudo parte de nós. Muito obrigado pela tua bondade e partilha _/|\_

  • Claudia Pereira Borges

    Nossa! Simplesmente maravilhoso texto, compreensivo, excelente explicações…sem palavras para expressar o que absorvi com esse texto, muito edificante e esclarecedor.
    Parabéns!

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.