Budismo,  Filosofia de Vida,  Reiki

Compreender e mudar a ansiedade através de oito passos

A ansiedade faz-nos mover do aqui e agora para um momento futuro que não compreendemos, que desconhecemos e nos faz, de alguma forma, ter medo ou desejar. Este medo ou desejo é consumido por nós, voluntária ou involuntariamente.  Sempre que chegamos ao objecto ou situação da ansiedade, concluímos que esta ansiedade continuará presente em nós. Isto causa-nos sofrimento e o que mais queremos é ser felizes, não sofrer.

Shakyamuni deixou-nos oito factores que nos fazem compreender o caminho para não sofrermos mais. Não precisamos ser budistas para os compreender ou praticar, apenas precisamos de observar e experimentar cada um destes factores, para a correcção do nosso problema – a ansiedade. Vou intercalar a sabedoria do Mestre Hsing Yun sobre o nobre caminho óctuplo com reflexões minhas para que possas meditar e aplicar sobre a tua ansiedade.

1 – Entendimento correto

O Entendimento correto é o que nos permite manter a nossa fé na verdade, quando confrontados com as desigualdades ou dificuldades. O conhecimento mundano tanto pode ser bom como às vezes não é confiável e pode levar-nos ao engano. Consideremos por um momento o caracter chinês para a ignorância (chi): 痴. Este caracter é um composto de dois outros caracteres: zhi (知), que significa conhecimento e Chuang (疒), que significa doença. Quando o conhecimento é corrompido, ele transforma-se em ignorância. Algumas pessoas são extremamente inteligentes, mas quando praticam más ações são duplamente destrutivas! Por exemplo, tanto o líder Nazi, Hitler, da Alemanha, como o Primeiro Imperador da dinastia Qin eram inteligentes, no entanto eram diabólicos. Como podemos ver, o conhecimento profundo de uma pessoa não é necessariamente proporcional à sua moralidade. O conhecimento é como uma faca afiada. Se não for usado corretamente, pode magoar os outros. Portanto, é muito importante para nós saber como transformar o conhecimento em sabedoria e entendimento correto. Transformar o conhecimento em sabedoria e entendimento correto não é fácil. O princípio é o mesmo como se estivéssemos a fotografar. O foco, a distância e a velocidade do obturador devem ser ajustados em conformidade antes de se poder ter uma imagem clara e bonita. Da mesma forma, só se pode ver a verdadeira natureza da vida e do universo como realmente são, se a pessoa tiver um entendimento correto. Se não tivermos o entendimento correto quando observamos este mundo terreno, sérios erros serão cometidos. É como espreitar as flores através de uma névoa pesada ou pessoas cegas tocarem um elefante.

  • Observa a tua ansiedade, o objecto da tua ansiedade e o que a causa, com um entendimento correcto. Isto implica honestidade, saber identificar realmente o porque.

2 – Pensamento correto

O pensamento correto é a vontade certa, decisão e contemplação. Significa não ter pensamentos de ganância, raiva e ignorância. Estes três venenos: a ganância, a raiva e a ignorância são os principais obstáculos no nosso caminho para a iluminação. Eles ocupam continuamente as nossas mentes e contaminam a nossa natureza pura. Não é fácil livrar-se destes três venenos. Temos que exercer o esforço contínuo de manter o pensamento correto necessário para superar estes três venenos e seguir o caminho de Buda.

  • Que tipos de venenos te levam a ter ansiedade?
  • Como é que o teu pensamento se desvia para que deixes de ter paz e caias na ansiedade?

3 – Discurso correto

Utilizar o discurso correto significa que não devemos mentir, caluniar outros, usar uma linguagem desagradável, ou proferir discursos frívolos. Há um provérbio chinês que diz: “A doença vem do que você come. O problema vem do que você diz”. A nossa boca é como um machado muito afiado. Se dissermos algo impróprio, não só prejudicaremos outros, como também a nós mesmos. Assim, é muito importante
escolhermos sabiamente as nossas palavras.

  •  De que forma as tuas palavras, os diálogos, os monólogos, te podem conduzir à ansiedade?

4 – Ação correta

A ação correta significa que não devemos matar, roubar, envolver-nos em má conduta sexual, ou tomar intoxicantes de qualquer tipo. Além da abstenção à prática de ações doentias, precisamos também de realizar ativamente ações saudáveis.

  • Quando ficas ansioso tomas acções incorrectas para contigo ou para com os outros?
  • Que acções te levaram a ficar ansioso?

5 – Modo de vida correto

Modo de vida correto refere-se à maneira correta de viver; abstendo-se de trabalhar em postos de trabalho antiéticos, tais como: casas de jogo; venda de bebidas alcoólicas ou instrumentos que podem matar e matadouros em funcionamento.
Além disso, parte do modo de vida correto é ter hábitos bem disciplinados, tais como: dormir as horas necessárias para a obtenção de um sono tranquilo; alimentação saudável; exercício físico; descanso e trabalho. O modo de vida correto, não só promove a eficiência e saúde, como também permite ter uma vida familiar feliz e uma vida social estável.

  • O que está de errado na tua vida para que estejas com ansiedade?

6 – Esforço correto

O esforço correto significa aplicar o nosso esforço em quatro áreas:
1ª) Não produzir qualidades prejudiciais que ainda não foram produzidas; 2ª) eliminar as qualidades nocivas que já existem; 3ª) alimentar as qualidades saudáveis que ainda não foram produzidas; e 4ª) manter e multiplicar as qualidades saudáveis ​​que já existem.

  • De que forma te aplicas para criares méritos;
  • Quais as tuas qualidades nocivas? Porque não as transformas?

7 – Atenção plena correta

Para ter atenção plena correta há que manter a atenção em nós, a consciência e uma mente focada nos quatro fundamentos de atenção plena: 1º) o corpo é impuro; 2º) os sentimentos resultarão sempre em sofrimento; 3º) a mente é impermanente; 4º) nenhum fenómeno tem um ego substancial. Se contemplarmos sempre o significado da impermanência, do sofrimento e não-eu, não seremos ganancioso para com insignificâncias deste mundo. Lutaremos diligentemente para a Verdade.

  •  A impermanência é a nossa grande lição. Nada fica limpo, o corpo suja-se; Os nossos sentimentos mudam; A mente está vazia e de repente fica com pensamentos; Os acontecimentos em si não têm uma personalidade. São conceitos estranhos mas o mais importante é – o que te leva a sair do teu centro, a sair do aqui e agora e a ser ansioso?

8 – Concentração meditativa correta

Concentração meditativa correta refere-se aos quatro estágios de concentração meditativa (Dhyana). Na realidade significa que devemos concentrar a nossa vontade e pensamentos através da meditação. Se conseguirmos dominar completamente os oito elementos deste Nobre Caminho Óctuplo, alcançaremos o estado de Buda.

  • Buda significa desperto e todos temos essa natureza em nós. De que forma perdes concentração e te tornas ansioso?
  • De que forma te concentras na tua ansiedade?

A ansiedade é uma doença que pode trazer graves problemas à nossa vida, inclusive doença física. Não é algo que deva ser tratado de forma leviana mas é algo que necessita ser compreendido e transformado. Tu, melhor que ninguém, compreendes a tua ansiedade.

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.