As dificuldades de ensinar Reiki

Se és Mestre de Reiki ou pretendes vir a ser, se és praticante de Reiki ou pretendes vir a ser, compreende que ensinar Reiki não é fácil, assim como aprender e praticar. Muitas vezes dizemos que Reiki é simples, ou melhor que o Usui Reiki Ryoho é simples. De facto é simples mas os efeitos que tem em nós e nos outros levantam complexidade e exigência.

Então, para se ensinar Reiki tem que se ter a vontade de aprender Reiki e isto é o processo de uma vida porque a nossa aprendizagem é um caminho para a felicidade. Não somos apenas felizes num dia, não vale a pena nos enganarmos sobre isso, como tal, também não é num dia que aprendemos a sê-lo. Isso ensina-nos que aprender Reiki não se faz num só dia.

As dificuldades de ensinar Reiki

Algo que é importante também termos em mente e coração é que os níveis por si não fazem de ti uma pessoa melhor ou mais valiosa. No Reiki temos que aprender a respeitar e valorizar todos. Se estás no nível 1 tens tanto valor quanto um praticante de nível 3. De forma alguma um Mestre de Reiki está acima do seu aluno, todos estamos por igual, somos praticantes da Arte Secreta de Convidar a Felicidade.

Nível 1 de Reiki

Esta é a base de todas e como tal, os valores e conceitos fundamentais do Usui Reiki Ryoho precisam ser muito interiorizados – aí está uma dificuldade. A outra encontramos na explicação do que é Reiki e ainda mais em como o sentir. Alguns praticantes podem ficar bloqueados porque não conseguem sentir e se o Mestre não conseguir desbloquear esse entendimento, a pessoa poderá deixar de praticar. O acompanhamento é mesmo muito importante, assim como a responsabilidade do aluno praticar. Neste nível, encontram-se muitas dúvidas porque muito começa a mudar quando se praticam realmente os cinco princípios.

Nível 2 de Reiki

A dificuldade deste nível está no ensino dos símbolos, da prática terapêutica e da manutenção dos valores que os princípios nos trazem. Ultrapassar estas questões irão trazer a todos o potencial de tratar as suas questões emocionais e mentais, além de preparar para realizar tratamentos a outros. O nível 2 de Reiki traz-te o potencial de compreenderes as causas das tuas questões e ainda fazeres tratamentos à distância. Isto é um universo gigantesco de prática e por isso mesmo muitos optam por estar um ou mais anos neste nível.

Nível 3 de Reiki

O que fazer no nível 3 de Reiki? Incrivelmente muito. É um nível onde a ligação à fonte é mais profunda e que trará a nós, praticantes, uma maior percepção do que há a trabalhar. O desenvolvimento pessoal é exigente e o nível 3 não pode ser um certificado mas sim um crescimento humano que deve também reflectir-se nos outros. A dificuldade está nisso mesmo, na motivação dos praticantes não se encostarem a um certificado mas sim estarem motivados, empenhados em crescer e levá-los também a doar Reiki a quem mais necessita.

Nível 3B de Reiki

Ensinar a ensinar, não é de todo fácil. Gokukaiden significa a transmissão dos ensinamentos misteriosos e isso implica a capacidade de transmitir os valores do Usui Reiki Ryoho, a prática terapêutica e as técnicas para todos os níveis além das sintonizações diferenciadas. Nem todos os praticantes de Reiki precisam chegar a Mestres de Reiki. Mesmo os que chegam, nem todos precisam realmente ensinar. Alguns apenas o fazem para seu próprio crescimento. A melhor forma de verificar se realmente queres ser Mestre de Reiki é reflectires se tens capacidade para voltar à estaca zero, se tens capacidade para escutar, para trabalhar em conjunto, para ultrapassares o julgamento e sentimentos de superioridade. Ensinar a ensinar significa que tens que ter a sabedoria e serenidade para retornar ao momento inicial da aprendizagem, sabendo acompanhar com compaixão as questões, as ansiedades e apoiar a integração da prática na vida quotidiana.

a unidade de si mesmo

Ensinar Reiki não é nada fácil, traz muitos desafios e uma enorme responsabilidade. Mas, há outra parte, faz-nos crescer imenso e o objectivo de cada pessoa é alcançar a paz e a felicidade. Isso conseguimos com Reiki, apenas nos temos que mentalizar que é um caminho a ser vivido, com genuinidade, com mente e coração. É incrível observar como mudamos, como ajudamos os outros a mudar. Hoje em dia já não existem razões para que não se dê acompanhamento aos alunos, isso é essencial para que se possa proporcionar o crescimento.

Se és praticante de Reiki ou queres iniciar o teu percurso, não caias na ilusão do fácil mas também fica com a certeza que é uma prática espectacular e que te irá auxiliar e muito num caminho para a felicidade.

Se és Mestre de Reiki, acompanha, dá, ajuda a crescer e cresce também com toda a experiência e partilha. Ensina o Usui Reiki Ryoho.

1 thought on “As dificuldades de ensinar Reiki”

  1. Mais um artigo muito bom, Tenho o nivel 3 de Reiki Essencial e não me passa pela cabeça ser terapeuta ou ensinar Reiki, preocupo-me com a “divulgação muito discreta” da prática do Reiki como terapia e como filosofia de vida, não é fácil… Acompanho regularmente as publicações do Tao do Reiki e da APR, considero-as a minha “formação continua no Reiki”, às vezes parece que ouvem as minhas dúvidas de momento e me respondem. Também tenho sempre m/ Mestre disponível. O Grande Livro do Reiki, o livro Elevação da Consciência também me acompanham, agora tenho que confessar que a “sra preguiça” me ataca muitas vezes, tenho de a “cansar”… E por tudo isto expresso aqui a minha gratidão, o Reiki tem-me ajudado imenso.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.