A concentração treina-se, como tudo na nossa vida. Para isso também requer de ti uma determinada predisposição e compreensão. A predisposição pede-te disciplina e vontade; A compreensão pede-te que entendas que a concentração é necessário, que dispersar a mente em muitos pensamentos pode ser prejudicial, que deixar os pensamentos livres pode ser prejudicial. Como tudo é impermanente, a concentração permite-te atingir a satisfação e compreensão em qualquer prática que tenhas. Podemos, em japonês, chamar a esta concentração sanmai 三昧, que é uma tradução de shamadi, concentração (o mais elevado tipo de concentração na meditação).

Existem muitas formas de praticares a concentração mas, a mais básica é a concentração num único objecto.

Foco num objecto para desenvolver a concentração

Escolhe um objecto que queiras e seja agradável para estares focado nele. Se a tua mente for muito produtiva, quanto mais simples for o objecto, melhor. Assim como, a parede onde ele está deve ser lisa, sem outras decorações, para que não te distraias. Em alternativa, podes observar o teu dedo. No caso de preferires o dedo, começa por ter o dedo afastado e vai aproximando até ficar ao limite do teu foco. Apenas o dedo deve ficar focado e o fundo desfocado. Em substituição ao dedo, podes usar um lápis ou caneta. Mantém os olhos relaxados e pisca quando for necessário.

  • Coloca-te a uma distância confortável do teu objecto;
  • Senta-te direito, com os braços, ombros, pescoço e cabeça relaxados;
  • Esvazia a mente, como se estivesses numa sala e a conseguisses esvaziar, tendo as suas paredes, tecto e chão pintados de branco;
  • Traz a atenção ao momento presente e preenche a mente com o objecto de concentração;
  • Vê apenas o objecto. Vê-o como ele é e não olhes apenas para ele caso contrário a mente divaga;
  • Se quiseres, centra-te no Tanden 丹田 e mantém uma respiração abdominal;
  • Relaxa e deixa-te estar o tempo que considerares confortável.

A concentração irá ajudar-te a desenvolver a capacidade de observação, o que auxiliará a desenvolver posturas mais positivas perante ti mesmo, os outros e a vida.