O vampirismo energético nada como desmistificar

Já te sentiste mal perto de alguém, com pouca energia, ou como se de repente toda a energia desaparecesse? A isto se chama, comummente vampirismo energético e muito rapidamente colocamos o problema no outro, em quem possa nos tirar a energia mas, não é bem assim.

Desmistificar o vampirismo energético

Há sempre algo mais forte do que nós, disso não há dúvida alguma mas tal serve apenas para que possamos ver as nossas falhas. O vampirismo energético surge em várias situações e pelas mais diversas razões.

Pode ser feito de forma inconsciente, ou seja, a pessoa apenas quer estar com alguém para se sentir bem, não se apercebendo que para isso está a puxar muito da energia pessoal do outro. Pode até ser feito de forma consciente, quando a pessoa toca o outro, não para dar mas para se fortalecer.

Se tivermos medo deste tipo de situações, apenas estaremos a alimentar a ignorância da qual também provém o vampirismo. Todos temos trocas energéticas e de certa forma todos já exercemos alguma forma de vampirismo energético, por isso, não é preciso estar a mandar pedras aos outros mas sim resolver, de forma compassiva, a situação.

Compreender as trocas energéticas

A energia é recebida e emitida pelos nossos chakras. Estes, formam a nossa aura. Dependendo de como somos e pensamos, assim a nossa energia também é. Se estamos tristes, é “pesada”; se estamos alegres, é “leve”. Um dos nossos grandes problemas é a própria poluição energética que fazemos. Esta advém dos pensamentos que temos. Pensamentos negativos e excessivos, provocam poluição e esta danifica a nossa aura, por afectar os chakras.

A troca energética acontece naturalmente. Em qualquer lugar que estejamos, com qualquer pessoa. Muitas vezes queremos ficar envoltos numa bolha de incrível protecção mas, nem sempre essa é a melhor resolução. Quando partilhamos, comunicamos e crescemos. Se estivermos sempre com medo e retraídos, não conseguimos evoluir. Então, precisamos de um meio termo.

Encara a troca de energia como a tua comunicação verbal. As auras comunicam entre si mas, se a energia é tirada de ti ou se sai de ti para outra pessoa, já pensaste que podes dizer que não?

Pois é, o grande “truque” está na tua capacidade de dizer que não. Reflecte sobre isso, nos momentos onde sentiste que perdeste energia. Soubeste dizer, verdadeiramente, que não?

Pensa sempre que só há um dono de ti mesmo – tu. A tua energia pertence-te.

Screenshot_38
Observa como o “vampiro” está a roubar energia a uma pessoa sem vontade. Reflecte sobre isso.

Reiki é excelente para tratar o vampirismo energético

Reiki é fabuloso para esta questão, isto porque é uma energia externa e de amor incondicional. Imagina que te começam a “roubar” energia. E que tal se enviasses Reiki a essa pessoa, ao invés de deixares ir a tua energia?

Esta prática permite-te, por um lado, desenvolver a compaixão, compreendendo a ignorância da outra pessoa e por outro lado, tratar daqueles que mais precisam. Ao deixares fluir Reiki, não perdes a tua energia e muito possivelmente esse vampiro energético irá tomar uma consciência muito diferente sobre as suas acções. Muitos até se vão logo embora pois não é este tipo de energia que querem. Lembra-te sempre que o vampirismo energético é fruto de ignorância e que todos já o praticamos de alguma forma.

Cultivares uma atitude correcta e elevada, ajuda-te a proteger a aura.
Cultivares uma atitude correcta e elevada, ajuda-te a proteger a aura.

Aplicar os cinco princípios para a tomada de consciência

Os cinco princípios são muito bons para a tua tomada de consciência. Eles ajudam-te a perceber o porque de seres uma vitima de vampirismo energético ou até mesmo o porque és um vampiro. Então, vamos reflectir:

Só por hoje, sou calmo – Perdes o controlo de ti mesmo nessas situações? Se perdes essa consciência, pratica o enraizamento.

Só por hoje, confio – Tens mesmo confiança em ti mesmo ou entregas o teu poder pessoal aos outros?

Só por hoje, sou grato – Agradeces por estas experiências e trabalhas para modificar os padrões ou “buracos” que tenhas que permitem o vampirismo acontecer?

Só por hoje, trabalho honestamente – Em verdade, consegues compreender porque perdes a energia? Em que parte do teu corpo sentes perder a energia e como? Esse é o teu ponto fraco, trata dele.

Só por hoje, sou bondoso – Ficas revoltado com estas situações? Compreende que são fruto da ignorância, isso trará paz a ti e até esclarecimento a quem o faz. Envia Reiki para as situações e para a pessoa. Ela irá transformar-se.

Autotratamento para a aura

O autotratamento é uma excelente forma de trabalhares a tua aura. Começa pelo byosen para sentires como estás e que locais possas precisar mais e depois pratica um autotratamento completo. Irás ver que a tua energia estará mais harmoniosa e forte. Lembra-te também que os buracos na aura ou as fragilidades, surgem das questões emocionais e mentais. Para isso, trabalha com os cinco princípios.

Cristais para tratar a aura e bloquear trocas energéticas

Se gostas de usar cristais tens imensos que te podem ajudar nesta questão do vampirismo energético. A Aventurina, citrino, olho de tigre e o Rubi, por exemplo para te aumentar e equilibrar o poder pessoal. Se a tua questão é a reparação da aura, então experimenta a labradorite. Para protecção contra energias externas, então a turmalina, shungite, lágrima de apache e noomite poderão ser de boa ajuda. Por vezes mesmo a selenite poderá ajudar pois a sua vibração positiva faz alterar a tua disposição e energia da aura.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.