Compreender a sincronicidade o 11-11 e um carro em dois sentidos

Quantas vezes encontras o que procuravas da forma mais inesperada e simples possível? Ou observas o surgimento de números como 11:11? Ou então encontras a mesma pessoa em situações distintas no mesmo dia? Então poderás estar a viver um momento de sincronicidade.

A sincronicidade é um termo criado por Carl Jung para explicar o acontecimento de eventos sem aparente sentido mas que ao serem observados atentamente apresentam um significado para o observador ou um sinal de atenção, de despertar. Jung dizia que «a sincronicidade é uma realidade sempre presente para aqueles que têm olhos para ver». Este tipo de acontecimentos demonstra o teu despertar para o significado da vida e a comunicação que esta tem contigo.

Será a sincronicidade algo de especial que apenas acontece a alguns?

Claro que não. Todos temos um papel incrível na vida e ela espera por nós. Não é preciso termos crenças algumas para compreender como tudo tem um sentido. Um matemático, físico, filósofo, tenta encontrar esse sentido, assim como qualquer pessoa quer encontrar o sentido da vida e do seu papel nela. A sincronicidade surge para que possamos compreender como tudo está ligado, que devemos estar atentos, pedir (por um Bem Supremo) e saber agradecer por tal, seja qual for o resultado.

Muitas vezes procuramos por algo, um texto ou uma resposta, por exemplo. E, por um mero acaso, encontramos a sua resposta, na página de um livro, na internet, nas palavras de alguém. As respostas sempre estarão disponíveis, nós é que nem sempre estamos atentos para as escutarmos.

Exemplos de sincronicidade

Quando começamos a perceber que as coisas acontecem, tentamos compreender porque… faz parte da nossa humanidade, espírito crítico e tentativa de perceber o sentido de todas as coisas para conseguirmos compreender o sentido de nós mesmos. Certo dia, vi um carro castanho quando estava na autoestrada. Passadas horas, regressava no sentido contrário e vi novamente o carro castanho a passar. O que isto quereria dizer?

Muitas vezes vejo 11:11 no relógio mas, vejo também 08:08; 10:10; 14:14; 17:17. Certa ocasião, pedi para que pudesse ver esta sincronicidade ao longo de todas as horas e assim foi. Desde as 08:08 até às 21:21. O que isto quereria dizer?

Para mim, estes dois casos e a sincronicidade, mostram-me que não temos que saber tudo mas sim que estarmos atentos, predispostos, disponíveis e ligados ao Universo. Quando observo um momento repetitivo ou de significância, agradeço, peço para que tudo esteja bem, deixo fluir energia. O mais importante, não é compreender racionalmente, ter as provas escritas em papel. É sim sentir e entender o lugar que temos na vida e a importância da mais ínfima coisa. A sincronicidade é uma lição de escuta. Deseja sempre e pratica sempre o Bem Supremo.

2 thoughts on “Compreender a sincronicidade o 11-11 e um carro em dois sentidos”

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.