Toshihiro Eguchi fui um aluno do Mestre Usui, segundo Tenon-in, de 1921 a 1926, cumprindo todos os núveis, chegando a Mestre de Reiki. A sua importância não ficou apenas por ter cumprido todos os níveis mas também é a ele, possivelmente, atribuído o ónus da prática de tratamento pelas mãos e a inclusão dos poemas do Imperador Meiji.

Em 1922, o Mestre Usui tinha o seu dojo (escola) em Harajuku, Tóquio. No manual que compilou para os seus alunos, ele tinha 125 poemas waka, chamados Gyosei, escritos pelo Imperador Meiji. Com esta data chega alguma divergência e nós não temos, ainda, forma de descobrir como foi realmente a história. Terá sido Mikao Usui quem colocou os 125 poemas ou Toshihiro Eguchi, a quem se atribui o Teno Hira Ryoho? Hoje em dia, na Usui Reiki Ryoho Gakkai, os poemas ainda são usados para meditação, pelos praticantes, assim como é prestada homenagem ao Imperador Meiji.

A importância dos poemas do Imperador Meiji no Reiki

“Me ni mienu kami ni mukaite hajizaru wa hito no kokoro no makoto nari keri”

Tu tens uma justa e pura alma
Se não tens nada
Que te envergonhe
Em frente a Deus,
A quem tu não consegues ver.

Os poemas do Imperador Meiji, têm uma enorme profundidade. Não importa o tempo em que foram escritos, neles está contida a sabedoria da vida e ajudam-nos a encontrar respostas a muitas questões. Esta sabedoria, ajuda-nos no objectivo do Reiki, proposto pelo Mestre Usui, o alcance do Satori, da Felicidade e Paz duradoura. Corpo e Mente são trabalhados no Reiki, pela prática de Chiryo (tratamento para o corpo), Reiji ho (orientação) e Gassho Meiso (introspecção e princípios), os três pilares do Reiki. Pela aplicação dos Gainen, os preceitos, a prática dos Gokai, os cinco princípios e a vivência, reflexão, dos poemas do Imperador Meiji, podemos dizer que Reiki é uma Filosofia de Vida.

Imperador Meiji

Imperador Meiji (1852-1912), 122 Imperador do Japão.

Teno Hira Ryoho e Toshihiro Eguchi

Toshihiro Eguchi, em 1923 surgiu com um método de tratamento pelas mãos. Era um método praticamente de cariz religioso, cuja cerimónia vinha de um amigo seu chamado Nishida. Este cerimonial envolvia uma espécie de bênção, a cada aluno. Um pouco como o Reiju (empoderamento) que o Mestre Usui dava aos seus alunos (doka). No Teno Hira Ryoho, os praticantes lêem os poemas do Imperador Meiji e prestam reverência no seu templo, seguindo os preceitos do Shintoísmo. Sentem-se protegidos por Deus (Kami).

Crê-se que em 1927, Toshihiro Eguchi saiu da Usui Reiki Ryoho Gakkai por divergências com o Presidente Ushida. Segundo Hiroshi Doi, mais de 500.000 alunos foram iniciados por Eguchi. Nesta prática, deviam emanar energia, pelas mãos, durante 30 a 40 minutos. Praticavam Gassho e liam os poemas do Imperador Meiji, até como uma forma de cura. É de notar que a Teno Hira Ryoho tinha um carácter nacionalista, daí a reverência ao Imperador, que na altura eram considerados como deuses (kami).

Reiki

Não nos podemos esquecer que tudo o que somos é um resultado de tudo o que nos rodeia. Por isso é natural haver muitas influências em qualquer método que se crie. O mais importante é sim praticarmos Reiki com mente limpa e coração predisposto. Deixarmos crescer em nós o amor incondicional e a compaixão e compreendermos o que é realmente importante na vida. Reiki é isto mesmo e muito mais.