Artigos,  CENIF,  Nível 2 - Okuden,  Nível 3 - Shinpiden,  Reiki,  Tratamentos de Reiki

Terapia Reiki e a confidencialidade

No âmbito de uma sessão de Terapia Reiki existe também o conceito de confidencialidade e ética entre terapeuta e receptor. Esta noção de confidencialidade e ética não é algo que surge unicamente com uma perspectiva profissional mas que está também implícia nos nossos cinco princípios, segundo os quais devemos reger toda a atitude de um praticante.

Desde o início ao final da sessão de Reiki, deve estar muito claro que o que é dito e passado na sessão fica entre terapeuta e receptor, que a situação não será ultrapassada fora dos limites da ética e que toda a privacidade da pessoa terá o devido respeito. Acredita que este tipo de esclarecimento poderá auxiliar muitas pessoas a sentirem-se mais confortáveis. Ao trabalharmos com a energia, estamos a trabalhar de uma forma integral e holística, observamos a pessoa transversalmente e trabalhamos para que o seu bem-estar chegue à causa das questões e não só ao alívio dos efeitos e sintomas. Assim, no nosso trabalho energético, podemos entender situações bastante sensíveis da pessoa.

A atitude de um terapeuta não é a de um adivinho, de alguém que faz futurologia, antes pelo contrário, é a de quem com humildade e sabedoria identifica uma situação e a trabalha com sensibilidade. Muitas vezes a energia não nos dá uma resposta directa mas sim indirecta por isso temos que saber fazer as perguntas correctas ao nosso receptor e não o induzir em determinada situação ou indicar algo que ele tenha, quando podemos até nem ter competências para tal. A barreira é muito simples e identifica-se com o respeito e a aplicação dos 4º e 5º princípios de Reiki.

Algo que te poderá ajudar em todo este processo é o uso de uma ficha de paciente. A ficha de paciente é uma responsabilidade das Associações de Reiki (poderão encontrar a ficha de paciente na Associação Portuguesa de Reiki), das escolas e Mestres de Reiki. Cada terapeuta poderá, naturalmente, desenvolver e adaptar a sua própria. Esta ficha irá ajudar-te a avaliar e registar as situações e guardar um histórico sobre a pessoa. O que considerares confidencial, avalia se realmente queres registar ou não.

Acima de tudo, Reiki é sempre uma prática de amor incondicional e o mesmo nos ensina o dever do respeito, compaixão e bondade pela pessoa e por todos os intervenientes.

alinhamento de chakras

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.