Um abraço por dia afasta o stress… e a gripe

Odeia constipações e quer ficar livre delas na época de gripes e infecções que atravessamos? Nada mais simples: um estudo publicado esta semana sugere que podemos inocular-nos com uma nova droga revolucionária – ou algo parecido.

Um estudo desenvolvido por investigadores da Carnegie Mellon University, de Pittsburgh, nos EUA,publicado esta quinta-feira na Psychological Science, revela que o melhor remédio para prevenir a gripe, depressão, stress e infecções é mesmo… um abraço.

O acto de abraçar, por si só, é antes de mais um indicador de ligações sociais fortes, o que nos protege desde logo da ansiedade, stress e depressão. Segundo o estudo, estes factores têm influência na prevenção da gripe.

Para efeitos do estudo, os investigadores da Carnegie MU mantiveram 404 voluntários, adultos saudáveis, sob observação durante 2 semanas e tentaram perceber quais os seus níveis de interacção social.

Durante esse período, foi perguntado diariamente a cada participante se tinham sido abraçados por alguém, e se tinham tido algum conflito ou tensão com um familiar ou amigo.

Sheldon Cohen, professor de psicologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Carnegie Mellon University

Os cientistas usaram então gotas nasais contaminadas para expor os participantes ao vírus da gripe, isolaram-nos em quarentena num hotel durante uma semana, e recolheram dados sobre os sintomas manifestados em cada pessoa.

Embora todos os participantes tivessem sido expostos, apenas 78% desenvolveram sintomas de gripe, e 31% ficaram efectivamente doente.

Mas 22% dos voluntários não desenvolveram qualquer sintoma de gripe – grupo que coincidiu precisamente com as pessoas que recebiam mais abraços e tinham mais apoio social no seu círculo familiar ou de amigos.

“Sabemos que as pessoas que enfrentam algum tipo de conflito são menos capazes de lidar com os efeitos da gripe”, diz Sheldon Cohen, professor de psicologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da CMU, e líder do grupo de investigadores.

“Da mesma forma, sabemos que as pessoas que admitem ter apoio social são parcialmente protegidas dos efeitos do stress”, diz Cohen.

“Há vários indícios que provam que o toque é muito eficaz a proteger as pessoas de vários sintomas de stress e ansiedade”, diz o cientista, citado pela Time. “O abraço é uma forma de comunicar às pessoas que gostamos delas e que lhes damos a nossa intimidade”.

E qual a dose certa de abraços para prevenir uma gripe?

“Um por dia deve chegar”, diz Cohen.

-

ZAP

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.