O protocolo de aplicação de Reiki a outros

Todos sabem que a prática de Reiki é simples mas isso não faz da terapia algo de simplista ou comum. A aplicação de Reiki de outros requer de nós um determinado protocolo que pode variar bastante de praticante para praticante mas que, no fundo, todos o realizam de alguma forma. Uns formalmente, outros informalmente. Uma sessão de Reiki envolve todo um processo terapêutico que inicia mesmo antes do utente/cliente estar presente. Para que Reiki seja cada vez mais reconhecido como terapia, é também necessário que os terapeutas tenham uma postura isenta, rigorosa e assente nos princípios da nossa prática.

Protocolo de aplicação de Reiki a outros

Ao realizar uma sessão de Reiki necessitamos ter uma perspectiva bem mais alargada que o “simples” momento de colocar as mãos no receptor. Tudo começa com a própria preparação do espaço e do terapeuta, entre cada sessão.

Preparação do espaço

Antes do início de uma sessão de Reiki, deves verificar as condições do teu espaço:

  • Limpeza física;
  • Limpeza energética;
  • Aspecto;
  • Conforto e acolhimento.

Estes pontos ajudam a criar um espaço próprio para a terapia que será realizada. Não devemos esquecer que Reiki, enquanto terapia, tem uma vertente holística e é baseada nos conceitos de energia, como tal, tudo deve ter um cuidado redobrado para que a pessoa encontre um local limpo e harmonioso para o seu tratamento.

Preparação do terapeuta

Antes da primeira sessão e entre cada sessão de Reiki, deves ter também tempo para te preparares, para isso necessitas de ter tempo e podes verificar as seguintes sugestões:

  • Sente como estás e se não estiveres em condições para realizar uma consulta, desmarca. Eticamente é obrigatório este respeito para contigo e para com os outros;
  • Hidrata-te;
  • Realiza a tua limpeza física;
  • Realiza a limpeza energética (por exemplo, enraizamento, banho seco, chuva de Reiki);
  • Sente como estás e acima de tudo verifica que estás com uma atitude objectiva, desapegada, com mente limpa e coração predisposto.

A entrevista

Nesta fase de todo o encontro terapêutico, irás captar as informações relevantes sobre a pessoa. A ficha de paciente é algo de importante pois ajuda-te a manter um historial da pessoa e, acima de tudo, a compreender o motivo da procura de Reiki e quais os objectivos a atingir, que poderão ser validados no final da sessão.

A sessão

Antes de iniciares a aplicação de Reiki, realiza os seguintes pontos:

  • Explica à pessoa o que se irá ou poderá passar na sua sessão de Reiki;
  • Explica e exemplifica onde irás tocar na pessoa ou mesmo colocar as mãos sem toque, pois dará mais confiança e tranquilidade. Indica também que poderás realizar outras posições, consoante o que sintas na energia mas nunca tocarás em partes íntimas;
  • Não é necessário retirar roupa (totalmente fora de questão), eventualmente retirar um cinto que aperte ou alguns acessórios que apertem o corpo. Colocar tudo num local onde a pessoa não se esqueça deles;
  • Pedir para a pessoa auxiliar neste processo de terapêutico, libertar-se dos seus pesos, permitir que algo de bom entre para ela (na verdade é auxiliar nos seu próprio processo de transformação);
  • Alguns terapeutas realizam a sessão ao longo de várias posições na frente e costas, seguindo um protocolo de posições base indicadas pelos primeiros Mestres deste Método de Cura Natural – Usui, Hayashi, Takata. No entanto, tais posições poderão não ser as mais eficientes ou as que realmente servirão para o tratamento. Seguir estas posições base indica o tratamento da cabeça, principais centros energéticos, articulações e órgãos vitais. Reiki não é uma medicina, por isso o nosso centro nunca é uma questão médica mas sim energética.

tratamento reiki frentetratamento reiki - costas

 

Numa sessão de Reiki, usa-se unicamente uma marquesa como material de suporte e eventualmente almofadas ou cobertores para auxiliar no conforto da pessoa. Alguns terapeutas optam por usar acessórios como Cristais ou pêndulos mas estes não fazem parte do Método de Cura Natural Reiki, são meramente complementos para um processo terapêutico. A pessoa deve ser esclarecida sobre o uso destes acessórios.

O tempo de uma sessão é muito variável. Desde 20 minutos a 1h30, depende de todo o processo, de como a pessoa está e do próprio protocolo intrínseco do terapeuta.

O fecho de sessão

O fecho da sessão é realizado com uma conversa, onde é verificado o cumprimento dos objectivos da sessão e da forma de estar geral da pessoa. Podem ser usadas escalas de avaliação, realizadas logo na entrevista com o valor inicial e no fecho com o valor final. É sempre sábio sugerir a hidratação, pois a passagem de energia desidrata um pouco, tal pode constatar-se visivelmente pelos lábios secos e nalguns casos mesmo a pele. O mesmo é sugerido ao terapeuta.

Os conselhos que possas dar serão fruto da tua experiência e que poderão auxiliar no percurso terapêutico da pessoa. Atenção a situações como “promessas de cura”, que são totalmente proibitivas. Pensa sempre neste aspecto e cultiva-o com a pessoa. Há que haver uma responsabilização no seu próprio processo de cura. Reiki não é apenas para alívio da dor, pode auxiliar no processo terapêutico que leva à harmonização de todo o sistema pessoal de saúde.

A marcação de sessões posteriores poderá estar ao critério da pessoa e da sugestão que o terapeuta sentir de todo o processo. No Reiki não existe tal coisa como marcar 5, 10, 20, 100 sessões que levarão a um determinado resultado.

As sessões poderão ser ou não cobradas pelo terapeuta mas tal deve ser referido ao início da sessão.

 

Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. Cidália Abreu

    Mais uma vez uma artigo muito bom e necessário, grata ao O Tao do Reiki, ao João