Karuna

Karuna para melhorar a comunicação, conhecimento e criatividade – o uso do Gnosa

Com o nível 2 de Karuna, o tratamento amoroso e compassivo do jardim da alma, desenvolvemos e afirmamos o nosso trajecto como terapeutas energéticos, de Reiki e Karuna. É um nível que nos traz a sabedoria do gnosa, a potência do Kriya, o desenvolvimento do poder pessoal com o Iava e a paz com Shanti.

Num aspecto particular, o primeiro símbolo do nível 2 ajuda-nos a curar as questões de comunicação, que tantas vezes nos afectam o chakra laríngeo. Com o Gnosa, temos uma integração do Eu Superior com o Eu Inferior, compreendemos a importância da comunicação, traz-nos a ligação energética e frequência que nos auxilia a adquirir novos conhecimentos além de ampliar a Criatividade.

Usar o Gnosa para melhorar a comunicação

Podemos usar o Gnosa em meditação e em terapia. Como meditação, podemos visualizar o símbolo, tendo o centro no nosso chakra laríngeo para a comunicação ou na terceira visão, para o conhecimento.

Na terapia e no autotratamento, podemos enviar o Gnosa para a situação, visualizando-o a preencher a situação com abertura e clareza de comunicação; ligando as pessoas em entendimento; fazendo brilhar a luz da compaixão entre todos.

Usar o Gnosa para o conhecimento e criatividade

O nosso conhecimento e criatividade podem ser amplificados com o Gnosa. Visualiza o símbolo a vibrar na tua terceira visão, ou por cima da cabeça, trazendo a energia do conhecimento e criatividade para ti. É importante manter a mente limpa, vazia.

 

Gnosa
Gnosa

 

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.