O Tao do Reiki

Descobrir, Desenvolver e Crescer com Reiki

Os 3C do Reiki – Coração, Comprometimento e Consciência

Quando praticamos Reiki sentimos algo a mudar em nós, algo de diferente numa capacidade e consciência. Quando a mudança nos traz, por vezes, acontecimentos extraordinários como ver o bem-estar ou recuperação total de uma pessoa precisamos centrar-nos no que é mais importante para que o ego não perturbe o “caminho para a felicidade”.

O coração no Reiki

Falamos muitas vezes que Reiki é amor incondicional. Quando o praticamos, percebemos exactamente o que isso quer dizer. É uma energia que fluir naturalmente para nós e através de nós, trazendo equilíbrio e vitalidade. Muitas pessoas quando recebem reiki, dizem que sentem um grande conforto, “humanidade”, alegria interior, união, equilíbrio. Isto tem a ver com a componente energética do Reiki, no autotratamento e no tratamento a outros.

Na base da prática de Reiki estão os cinco princípios que o Mestre Usui nos legou – só por hoje, sou calmo, confio, sou grato, trabalho honestamente, sou bondoso. Estes princípios trazem-nos a elevação da consciência, para alcançarmos o satori – a iluminação. Quando fazemos a nossa prática de coração temos em nós as sementes da mudança, que vão sendo alimentadas por esta energia universal. Dia a dia, meditando, praticando, vamos sendo a transformação e isso é feito sem ansiedade, sem expectativa. As coisas acontecem naturalmente. Só por hoje, sou calmo, dizia o Mestre Usui – passo a passo vamos construindo o nosso caminho, com Mente e Coração.

Só por hoje, sou bondoso. O coração no centro dos princípios de Reiki, para a transformação do praticante.

Só por hoje, sou bondoso. O coração no centro dos princípios de Reiki, para a transformação do praticante.

O comprometimento no Reiki

“Reiki está disponível para quem o procura” ~ Hawayo Takata

No Reiki não existem promessas, quer de cura, quer de crescimento pessoal. No entanto, para nós crescermos verdadeiramente, temos que nos comprometer. O compromisso é difícil de entender, principalmente se quisermos apenas responsabilizar o universo pela nossa vida e decisões e não ter a verdadeira consciência de quem somos e do que precisamos fazer. Quando dizemos que vamos deixar fluir, temos que perceber a amplitude do que estamos a desejar. Uma coisa é termos o nosso caminho bem definido interiormente, a outra é acharmos que algo exterior a nós é que verdadeiramente nos guiará. Em parte as duas coisas são precisas. Tanto precisamos confiar no Universo, reconhecendo os caminhos da vida e do que é o Bem Supremo, como devemos saber tomar as rédeas da nossa vida e para isso é preciso comprometimento.

Ninguém entrega ao universo a preparação para um exame e não se esforça para tal, à espera que milagrosamente corre bem. Então porque o fazer com o Reiki, que é uma prática de desenvolvimento pessoal?

Crescer interiormente, compreender a dimensão do nosso ser é também assumir o compromisso que temos para com a vida e para com o impacto que podemos ter com o planeta e com a sociedade. Ao assumir o compromisso na prática de Reiki estamos a dizer “eu esforço-me para melhor e mudar, eu cresço no tempo que for necessário.”

O compromisso não tem nada de pesado ou de negativo, se o acharem, revejam as vossas crenças e o que o Reiki vos poderá ajudar a resolver nessa situação. O compromisso é a linha orientadora para um objectivo. O objectivo do Reiki é atingir o Satori. Qual o teu compromisso com o Reiki e contigo mesmo?

images

O compromisso traz-nos a clareza de um caminho que vai ao encontro da Felicidade, através dos princípios e do autotratamento.

A consciência no Reiki

Diz-se que o Mestre Usui atingiu dois momentos de elevação da consciência – o do seu propósito de vida e o da percepção de Reiki, no final da meditação no Monte Kurama. A estes momentos chama-se, em japonês, Anshin Ritsumei. Quando compreendemos o nosso propósito de vida, acedemos a um novo caminho que em vários momentos nos vai dando acesso à elevação da consciência. Reiki traz-nos a consciência de nós mesmos pela prática do autotratamento e da meditação, gassho, por exemplo.

Trabalhar a consciência é o princípio construtivo para o nosso Ser. É o processo de autodescoberta que possibilita o domínio da mente e das emoções, o alcance da equanimidade e da paz duradoura. Reiki é simples e só mesmo essa simplicidade permite tanto crescimento em nós mesmos.

Vale a pena praticarmos Reiki, buscarmos e alimentarmos estes três C do Reiki – Coração, Comprometimento e Consciência. Só por hoje.

A consciência traz a percepção do nosso universo interior e exterior, a compreensão do Bem Supremo e do caminho para a Felicidade.

A consciência traz a percepção do nosso universo interior e exterior, a compreensão do Bem Supremo e do caminho para a Felicidade.

Previous

Fazer mal com Reiki – uma questão pertinente com uma resposta óbvia

Next

O que a nossa energia atrai e como mudar com Reiki

2 Comments

  1. Maria Filomena Franco de Almeida Pessanha Isidoro

    Assumir o compromisso .co-responsabilizarmo-nos.Excelente.Obrigada Joao

  2. bianca pereira fonseca

    sou reikiana nivel1 e estou aprendendo cada dia mais.namastê.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén