A prática de Reiki é dividida em níveis, hoje bastante diferentes dos do tempo do Mestre Mikao Usui. Os termos usados hoje em dia para quem é praticante, podem ser identificados como: Praticante de Reiki, “Reikiano”, Terapeuta de Reiki, Mestre de Reiki.

Praticante de Reiki – É aquele que aprende e pratica Reiki, ou seja, todos independentemente do nível. Também um Mestre é, deve ser um praticante de Reiki.

Reikiano – Praticante de Reiki, termo muito abrangente e com influência brasileira no termo. Usado num sentido mais íntimo entre os praticantes. Por vezes um reikiano não se sente um praticante de Reiki, quando não faz a prática sistemática do autotratamento.

Terapeuta de Reiki – Praticante que desenvolveu bastante a sua prática nos outros e assume-se na profissão de cuidado a outros. Actualmente a profissão não está ainda regulamentada. Existe apenas autoregulamentação, como a que indicada pela Associação Portuguesa de Reiki.

Mestre de Reiki – Tradução de Sensei, dada a qualquer aluno que realize o terceiro nível de Reiki.

Os títulos de Mestre, segundo a perspectiva oriental

Sensei – O primeiro, aquele que foi antes – alguém com um vasto saber, que é capaz de indicar o caminho e corrigir a técnica, identificando facilmente as falhas e erros dos alunos. Num sentido abrangente significa Professor, Mestre, Instrutor, ou alguém de grande saber por quem é tida elevada consideração.

Shihan – Termo abrangente para o título de Mestre. A escola ou organização a que pertence apenas atribui este título honorífico a quem demonstre muito saber, habilidade e estímulo, sendo alguém muito activo no ensino do estilo e que deu grandes contributos para o seu desenvolvimento.

Outros títulos para mestre – Renshi, Kyoshi, Hanshi, O-Sensei, Soke, Soke-dai. Que dependem da escola e dos cinturões.

Sempai ou senpai – Aluno, praticante sénior. Tradicionalmente um dojo tem um ou dois sempai, não mais que isso. Pode ser para quem esteja abaixo do cinturão negro e, raramente, dentro do cinturão negro. É o que assiste nas aulas

Mestre de Reiki – a versão portuguesa

Em Portugal, Mestre de Reiki é aquele que alcança o terceiro nível de Reiki. De uma forma estabelecida, não se sabe bem quando nem por quem, passou a chamar-se Mestre de Reiki qualquer praticante com o terceiro nível. Aqui lançam-se três desafios:

  1. Nada tem a ver com um grau académico;
  2. Pouco tem a ver com o título dado às profissões práticas de outrora – carpintaria, pintura, pedraria, etc;
  3. Nada tem a ver com o espírito oriental de onde origina o título.

Um mestre é aquele que tem um saber elevado e este apenas se adquire com muita prática e discernimento ao longo de anos e anos. Cada vez mais este termo perde sentido, principalmente quando num dia se formam 60 “mestres de Reiki” numa sala. A necessidade que a sociedade tem de observar títulos leva também à pressão de um praticante de Reiki querer atingir rapidamente o nível 3 de Reiki. Tudo tem um tempo e chegar a mestre, talvez no final da vida. Pelo menos é o que eu sinto, pois tenho muito a aprender. A maior alegria de praticar Reiki é mesmo praticar.

tori