Mindfulness, a atenção plena

xAo despejar as cápsulas de café da máquina, fiz uma simples experiência – atenção plena no ato.

Mindfulness é isso mesmo, a capacidade de estar no aqui e agora, em plena consciência, em plena atenção. Realizar este tipo de meditação não é apenas uma prática destes novos tempos. A plena atenção pode ser encontrada em várias tradições espirituais e religiosas. No budismo, por exemplo, assume a forma de Dhyāna, Ch’an e Zen, a plena atenção nas tradições da India, China e Japão.

“Pensei: Lembro-me de uma vez, quando o meu pai, o Sakya estava a trabalhar e eu estava sentado na sombra fresca de uma árvore, afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades inábeis da mente, entrei e permaneci no primeiro jhana (Dhyana): êxtase e felicidade nascidos do afastamento, acompanhados pelo pensamento focado e avaliação. Poderia ser este o caminho para a iluminação? Seguindo a pensamento veio a constatação: “Este é o caminho para a iluminação.” – Maha-Saccaka Sutta – Buda

Aqui, buda faz o relato da sua experiência de vazio, plenamente focado, através do qual atingiu a iluminação, sentindo êxtase e felicidade. Não podemos esquecer-nos do buda homem, da pessoa que viveu e treinou, que passou por todas as situações que ainda hoje passamos. Encontrar a felicidade na plena atenção, será possível?

Eu senti-me bem nesta simples realização – tirar cápsulas da máquina de café. E porque não experimentares também – consciência e atenção plena.

Sobre Mindfulness

“Se a qualidade com que uma pessoa lida com um momento difícil desloca por até um por cento, então isso é uma mudança importante, porque afeta o momento seguinte, e no próximo e assim por diante, de modo que uma pequena mudança pode ter um grande impacto na ao fim. ” ~ Zindel Segal, Mark Williams e John Teasdale.

Sem necessitar de crenças, podemos encontrar a prática da atenção plena como uma técnica para a redução de stress ou como terapia cognitiva – Mindfulness-Based Stress Reduction (MBSR) and Mindfulness-Based Cognitive Therapy (MBCT). Estas duas formas de atenção plena foram desenvolvidas por Jon Kabat-Zinn, pelo Dr. John Teasdale e Prof. Zindel Segal, respetivamente. A atenção plena é composta de práticas que fortalecem e aprofundam a capacidade da pessoa viver de uma forma mais equilibrada, pacífica e com um propósito. Esta construção do ser é positiva para a pessoa e para todos os que a rodeiam.

A MBSR de Jon Kabat-Zinn foi desenvolvida em 1979 na University of Massachusetts Medical School com o objetivo de ajudar pessoas com um vasto leque de problemas de saúde ao nível físico e mental, através de um programa de oito semanas. O foco da MBSR é a vivência de um treino de atenção plena que permite os seus participantes de alcançarem a sua própria capacidade de reposta e recursos que auxiliarão a lidar, de forma eficaz, com o stress, dor e doença. Esta prática tem sido aplicada em ambiente clínico, empresas, escolas e prisões. Os testes e estudos realizados, indicam que a MBSR é eficaz no apoio à dor crónica, fadiga, depressão, ansiedade, stress, doenças de pele, doenças oncológicas e suporte no autocuidado.

Outros Cursos
Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. Angela Vêscovi

    Muito bom. Esclarecedor!