Reiki

Fumio Ogawa o Reiki e a dificuldade em praticar

Fumio OgawaFumio Ogawa (1906-1998) viu o Reiki através da sua própria família ao longo de 40 anos. Os seus pais tratavam várias pessoas diariamente e os seus efeitos eram tão incríveis que muitos diziam que gostavam de o poder receber diariamente.Quando o seu pai faleceu (Kozo Ogawa), foi a única altura em que um médico entrou em casa e ele partiu como se fosse dormir.
Na altura em que escreveu o seu pequeno livro (todos podem fazer Reiki), uma colectânea de pensamentos sobre Reiki, Ogawa tinha 84 anos.
Na sua opinião, o “Reiki flui através da prática de autotratamento e no acreditar. Reiki não vem do nosso corpo, o nosso corpo é apenas um canal para o Rei” (a energia universal). É interessante esta perspectiva japonesa que muitas vezes nos esquecemos – Rei é um tipo de energia e Ki é outro, Rei é a energia que vem do “Céu”, Ki é a energia vital que nos anima e se aloja no tanden inferior, entre o umbigo e os rins.
Para Ogawa “Reiki não é algo psíquico ou mágico. Reiki é um método de cura natural, dado pelo Universo. Mas, não dependam unicamente do Reiki ou negligenciem o tratamento médico.”
Sobre os benefícios nos tratamentos este Mestre dizia que “A doença é incrivelmente curada apenas pelo passar das mãos nas zonas afectadas ou por colocar as mãos no local entre 20 a 30 minutos. Também os efeitos do Reiki já provaram que mesmo num caso sério a pessoa doente melhora melhor com o tratamento quando este é aplicado num estágio inicial da doença.”
Na sua visão pessoal o método para praticar Reiki deve ser:
“Primeiro a mente e depois a acção.
Quando os praticantes não sentem a energia, não tem apenas a ver com o seu corpo mas também com as suas mentes.Quem quer deixar fluir Reiki deve primeiro prestar atenção à sua mente.”

Para o Mestre Ogawa, a mente é tão importante que ele presta uma confissão:
“Em tempos anteriores, eu cometi todo o tipo de delito. As más ações são atribuídas a uma mente gananciosa.
Uma mente com raiva, e uma mente ignorante. Estas ascendem do corpo, boca e mente. Agora, eu confesso tudo o que fiz na frente de Buda.
É muito difícil praticar; Pelo menos as suas intenções são necessárias. Se você disser que dificilmente pode imaginar uma coisa destas, então é melhor parar de praticar Reiki. Você é a pessoa que não liberta o seu ego.”

Ainda na prática, na sua dificuldade ele dá indicações à pessoa que se queira preparar para doar Reiki: “A pessoa que tenta emanar Reiki deve começar com a sua própria purificação espiritual. isto nada tem a ver tanto com qualquer ensinamento ou religião. Sente-se direito, faça Gassho e bana os pensamentos mundanos para abrir a mente e para se conectar à grande vida do universo.”

Nesta partilha do Mestre Fumio Ogawa, que atingiu a sabedoria da idade e uma visão clara do Reiki através do que não funcionou e das más práticas, percebemos que antes de querer colocar as mãos em serviço, devemos primeiro trabalhar a mente. É preciso ter muita humildade, presença de espírito e sabedoria para reconhecer o que está de errado e o que é necessário mudar, assim se cumpre o que Mikao Usui dizia “Reiki é a arte secreta de convidar a felicidade”.
Para trabalharmos com Reiki temos mesmo que promover mente limpa e coração predisposto – Estar no aqui e agora, de forma consciente, pura, ligado à fonte, ao Reiki, predispostos à doação por amor incondicional.

O percurso de Fumio Ogaya

Ogawa completou o seu treino como Mestre de Reiki a 18 de Novembro de 1943. A sua linhagem foi a seguinte:

Mikao Usui
Iichi Taketomi
Kozo Ogawa
Fumio Ogawa

Kozo Ogawa, pai de Fumio Ogawa, foi um bom amigo do Mestre Usui e recebeu deste o seu Mestrado. Iichi Taketomi foi um dos primeiros presidentes da Usui Reiki Ryoho Gakai, a sociedade que ainda hoje segue rigorosamente os ensinamentos de Mikao Usui.

Diplomas de Fumio Ogawa

O carimbo no certificado é do seu pai Kozo Ogawa (ou Kyouzou Ogawa)

Nível 6 (dai loku tu) : 18 Setembro 1942

Nível 5 (dai ko tu) : 18 Outubro 1942

Nível 4 (dai yon tu) : 18 Novembro 1942

Nível 3 (dai san tu) : 18 Janeiro 1943

Nível 2 (oku den zenki) : 18 Outubro 1943

Nível 1 (okeu den koki) : 18 Novembro 1943

Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

2 comentários

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.