Meditar no supermercado – afinal é simples

Meditar é simples e podemos fazê-lo em qualquer lado. Será que isso nos pode ajudar a lidar com as situações mais facilmente? Como fazê-lo?

Já muitos estudos se fizeram para identificar as vantagens da meditação (ou não), na qualidade de vida da pessoa e no aumento da sua saúde.

Em 2011, na Universidade de Brasilia,  Luiz Gonzaga realizou um projecto de investigação sobre os efeitos da meditação na redução do stress e bem-estar da pessoa. Nesse estudo “identificou uma redução significativa nos níveis de corticotrofina entre aqueles que dedicaram à meditação mais de 70% do tempo estipulado para a prática em casa.” Calculos estatísticos baseados em índices de significância, valor calculado para cada amostra, verificaram que as alterações foram causadas pela meditação. “Quando o índice fica abaixo 5% os resultados são considerados como acaso ou relacionados à fisiologia da pessoa, mas 95% das amostras apresentaram valores maiores do que esse”, afirma o pesquisador. Segundo ele, alguns praticantes chegaram a apresentar um redução de mais de 80%. “A partir daí é possível dizer que a meditação teve influencia na taxa de hormonas”. O Grupo de estudo participou num curso de meditação de 10 semanas com encontros de 3 horas, uma vez por semana e ainda uma prática de 20 minutos de meditação em casa. Na primeira, quinta e décima semana, o investigador recolheu sangue para avaliar os níveis de hormonas. Foi também usado o inquérito de qualidade de vida da OMS e ainda a escala de Beck para avaliar a depressão e ansiedade.

Quem pratica meditação sabe, por experiência própria, que são inúmeras as vantagens. Não apenas na redução do stress mas também no autoconhecimento, concentração, capacidade de lidar com as situações e resolução lúcida, entre muitas outras vantagens.

Meditar e o tempo de meditação

Ao meditar encontramo-nos predispostos a sossegar a correnteza de pensamentos e a estarmos com nós próprios num momento único de vazio, de ligação com o universo ou num percurso de meditação guiada.

Não existe propriamente um tempo para meditar. Uma longa meditação pode ser benéfica mas curtas meditações ao longo do dia ajudam também a encontrar o tempo e o espaço para nos alinharmos. Imaginem o resultado que terá uma resolução se, num momento em que nos encontramos perturbados, conseguimos retirar-no por dois ou cinco minutos?

Vamos então experimentar numa fila de supermercado. Nem todas as pessoas gostam de estar numa fila à espera. Por vezes a resolução é pegar no telemóvel e enviar mensagens ou ler qualquer coisa. Tudo isso são ferramentas para distrair a mente e as consequentes emoções deste tempo de espera. E porque não aproveitar para meditar?

Meditar na fila de supermercado

  • Antes de iniciarem, dêm um comando à vossa mente – quando for para andar para a frente na fila, andarei, tranquilamente
  • Coloquem-se no momento presente
  • Relaxem os olhos, como se estivessem semi-cerrados, sem esforço
  • Foquem o infinito
  • Centrem-se na mente, imaginem a cabeça como uma sala
  • Esvaziem essa sala totalmente e pintem paredes, tecto e chão pintados de branco
  • Mantenham-se na observação da vossa sala em branco
  • Sempre que surgir um pensamento, observem apenas e não se agarrem a ele.
  • Vão inspirando e expirando naturalmente

À medida que forem andando na fila, a vossa atenção será desperta para a “realidade”, não se preocupem, é apenas uma pequena porção do vosso consciente que estará em acção e poderão continuar a vossa meditação.

Categorias de Artigos
Recebe a newsletter

Newsletter

Comments
All comments.
Comments

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  1. susana castro

    Muito útil!… Obrigada!