Nível 1 Shoden,  Nível 2 - Okuden,  Nível 3 - Shinpiden,  Reiki

Após os 21 dias de autotratamento o que fazer

autotratamento ReikiO que fazer após os 21 dias de autotratamento é uma questão que pode passar pela reflexão de qualquer praticante de Reiki. Cada nível de Reiki é marcado por um período de 21 dias onde o praticante deve aplicar em si o tratamento de Reiki, nas posições ensinadas pelo seu Mestre. A cada nível, a aplicação poderá ser diferente, por exemplo, no nível 2 e 3, devem aplicar os símbolos e, caso queiram, explora-los de forma mais íntima desenvolvendo meditações ou aplicando cada símbolo em cada posição. Uma atitude criativa, exploratória e consciente da prática, leva a um conhecimento profundo do Reiki, dos seus efeitos e da própria condição do praticante.

No oráculo de Delfos, na Grécia, podemos encontrar a seguinte inscrição – Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo. Este aforismo, carregado da profunda sabedoria filosófica grega tem um enorme sentido no caminho do autoconhecimento e crescimento de um praticante de Reiki.

Assim, estes 21 dias de autotratamento são uma jornada interior para o praticante de Reiki, é um tempo em que se descobre e inicia um outro percurso na descoberta para a cura (a origem das questões) e se purifica das toxinas presentes nos seus vários corpos. Alguns exemplos das limpezas que podem ocorrer:

  • Física – depuração de toxinas acumuladas
  • Emocional – identificação de questões a resolver
  • Mental – clareza de pensamentos e serenidade
  • Espiritual – identificação e distinção entre o eu e o corpo, sensação de unidade com a vida

Após os 21 dias de autotratamento

Após os 21 dias, o praticante não tem a “obrigação” de realizar autotratamento todos os dias, no entanto, deve manter uma prática consistente e profilática. Por exemplo, se sentir que está mais cansado da cabeça, volte a realizar o autotratamento periodicamente e procure mais tempo e espaço para descansar.

Sempre que encontrar uma dor/incómodo localizado, não hesite, trate-o. Se se prolongar recorra ao seu médico de família.

Se está equilibrado e saudável, além da prática diária dos 21 dias, pode sempre realizar 1 ou 2 vezes por semana o autotratamento para auxiliar em alguma limpeza ou equilíbrio homeostasico.

O espaço entre sessões de autotratamento permitirá também compreender até que ponto fez realmente uma mudança de consciência. O Reiki não é milagrososo, ajuda no equilíbrio de todos os corpos mas a verdadeira mudança é feita através da alteração de padrões e de uma vivência mais correta.

Para o nível 2 e 3 de Reiki

O nível 2 e 3 trazem muito  mais ferramentas e possibilidades de exploração. Após os 21 dias, os praticantes podem investir num programa de cinco dias baseado no estudo e aplicação de um determinado símbolo. Realizem o autratratamento apenas com um dos símbolos em todas as posições – o que sentem em cada posição?

Verifique se realmente explorou tudo

Reiki não pode ser uma prática mecânica. Ele é profundo e muito íntimo. De vários métodos terapêuticos energéticos que conheço, pratico ou pratiquei, identifico o Reiki como o melhor pelo seu papel passivo e identificador das questões internas. Ficam aqui algumas sugestões para verificar se tudo foi aprofundado:

  • Ao longo dos 21 dias percorreram todas as posições?
  • Identificaram questões em outras posições além das usuais e aplicaram aí Reiki?
  • Sentiram alguma perturbação? Como a trataram?
  • Que maiores alterações o Reiki trouxe até vocês?
  • Experimentaram tocar e na mesma posição afastar ligeiramente as mãos? As sensações são diferentes.

Fazer Reiki a outros

Se faz ou vai fazer Reiki a outros, tem mesmo que aplicar o autotratamento. Em primeiro lugar deve estar o nosso equilíbrio e força interna, por isso, invistam num programa diário de autocuidado, verão que fará toda a diferença, quer no vosso canal, quer na vossa aura e nas consequentes situações de comunicação energética com o vosso paciente.

Ilustração exemplificativa das posições para 21 dias de autotratamento

auto-tratamento de Reiki

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e fundador da Ser - Cooperativa de Solidariedade Social Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki», «Reiki Usui», entre muitos outros. Fundador da revista "Budismo, uma resposta ao sofrimento". Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

4 comentários

  • ana

    Fiz o Reiki 1 mas pretendo continuar e ainda não fiz os 21 dias de tratamento,mas tou msm entusiasmada para continuar , gostaria de fazer todos e , principalmente, de fazer voluntariado e continuar a evoluir, energetica e espiritualmente. Estou a adorar a matéria e as iniciativas da Associação! Obrigada (y) <3 <3 <3 Namaste!

    • Carlos Torres

      Olá, eu fiz o meu primeiro nível de reiki mix em 2012, fiz o segundo, o terceiro e terceiro A e me tornei Terapia, entretanto em cada nível o respetivo jejum, de 2014 a 2019 trabalhei conceitos básicos pessoais e nos últimos 90 dias realizei a reciclagem de conhecimentos e me tornei Mestre e Professor de Reiki Shiki Ryoho Usui, é gratificante, sou grato, mas não ficarei por aqui, atualmente desejo às sintonizações do Karuna ki Reiki e por aí fora.
      Sejam Luz.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.