Desapego

O desapego

Desapego

Recentemente perdi a minha pequena japamala. Uma boa oportunidade para praticar o desapego.

Nesse dia estava com ela no pulso, tinha estado a praticar e decidi que ao longo do dia iria criar mais momentos de recitação. Com alguma surpresa, a meio da manhã, a pulseira já não estava no pulso. Inspirei. Pensei onde ela poderia estar mas, não voltei para trás. Deixei-a como se tivesse deixado sementes para que algo crescesse. Talvez seja esta uma lição de desapego.

Como diz Clarice Lispector “Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer.” Muitas vezes o que vale a pena não tem peso nem matéria.

Neste Tao do Reiki, pois para mim tudo está dentro deste caminho, o desapego é criatividade. Não é fácil mas é necessário.

Como praticar o desapego com Reiki

Os chakras “inferiores” são os que mais podem influenciar no apego. Encontramos o raiz para as situações mais críticas de possessividade, o esplénico para o ciúme, o plexo solar para o desequilíbrio das emoções e pensamentos.

Assim, vamos tratá-los bem ligados ao Reiki. Reforçamos com a intenção do desapego. Colocando sempre uma mão no chakra cardíaco, vamos primeiro tratar o chakra raiz. Podemos visualizar o vermelho do chakra, brilhante ou apenas deixar fluir a energia. Depois passamos ao esplénico, mantendo a outra mão no cardíaco. Passamos ao plexo solar. No final, deixamos a mão no chakra cardíaco e passamos uma das mãos para a terceira visão. Vamos levar à consciência este trabalho de desapego que fizemos.

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.