Reiki para doenças terminais

As doenças terminais podem surgir de uma forma devastadora na vida das pessoas, dos seus familiares, amigos e também podem ter um grande impacto nos cuidadores e terapeutas que as acompanham. Vamos ver como pode Reiki auxiliar nestes casos e de que forma.

A aplicação de Reiki para doenças terminais

Neste tipo de casos, devemos sempre considerar a aplicação de Reiki quer na pessoa com a doença, quer no cuidador, além do próprio terapeuta.

O Mestre Usui indicava que sempre devemos aplicar Reiki até ao fim, não porque vai curar a doença, mas sim porque trará paz de espírito à pessoa. Esta paz interior pode também auxiliar no alívio do seu sofrimento. Surgem sempre questões sobre, como se irá aplicar Reiki, que posições, como se a pessoa quando estava bem nem por isso gostava de Reiki.

Reiki é uma energia passiva, como energia universal vital, não é imposta, ela apenas existe na pessoa e caso esteja no momento da pessoa não receber mais energia, não receberá, assim como se está no momento da pessoa não querer a energia, ela também não fluirá para si. Este é um dos grandes benefícios de Reiki, pois a sua recepção é sempre passiva, requer uma aceitação interior. Por isso, neste campo, não te preocupes. Mesmo que estejas a enviar Reiki à distância para a pessoa, sentirás se ela quer ou não. Caso não queira, poderás ter a sensação de que a energia “não entra”, “não passa”, ou que “volta para trás”.

As posições serão aquelas onde consigas colocar as mãos. A importância será tu pedires à energia para que flua para a harmonia e bem estar da pessoa. E tudo acontecerá naturalmente.

Há pessoas que gostam muito de tratar o chakra raiz e os pés, pois poderá auxiliar a pessoa a encontrar a paz do corpo mais facilmente; Outras que preferem o chakra cardíaco. Ou seja, tenta encontrar aquilo que te faz mais sentido, aquilo que sentes que a pessoa necessita, isso sim é que funcionará pois cada caso é um caso.

O tratamento dos cuidadores e terapeutas de pessoas com doenças terminais

Este tipo de situações traz grande desgaste, a todos os níveis, dos cuidadores, dos familiares mais próximos. Também eles deviam receber Reiki, para se equilibrarem, para estarem em harmonia, mas muitas vezes não aceitam porque podem sentir que é um momento em que estão frágeis. Não podemos ser intrusivos, mas este é um conselho que devemos deixar. Lembra-te também dos cinco princípios.

O próprio terapeuta de Reiki, deverá receber uma sessão, pois existirá uma ligação energética e depois virão sempre as questões “podia ter feito mais, porque não fui mais vezes, talvez se eu tivesse…”. O acompanhamento destas situações, mesmo que estejamos habituados, deixará sempre uma marca na nossa vida. Nada melhor que receberes Reiki para te ajudar a equilibrar.

Como enviar Reiki à distância para pessoas com doenças terminais

  • Liga-te à energia e segue o procedimento habitual para o envio de Reiki à distância;
  • Coloca a intenção que te parece mais adequada;
  • Podes visualizar a pessoa em corpo inteiro e imaginas que lhe estás a aplicar Reiki em cada posição como se estivesse presencial;
  • Ou podes imaginar que tens a pessoa entre as tuas mãos;
  • Deixa a energia fluir, visualizando sempre a pessoa feliz e em serenidade, com toda a energia a fluir pelo seu corpo;
  • Se houver situações que achas que ainda a apegam, envia Reiki para essas situações, para que haja paz em relação a essa energia;
  • Quando quiseres, podes terminar e agradece;
  • Não te esqueças de fazer as técnicas de limpeza.

Autor: João Magalhães

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Mestre de Karuna, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e co-fundador do CENIF. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki» e «Reiki - Elevação da Consciência». Professor de Meditação Terapêutica Integral. Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Partilhar

Deixe um comentário