Como Fumio Ogawa fazia autotratamento Reiki

Fumio Ogawa tinha 84 anos quando escreveu a sua colectânea de pensamentos «Todos podem fazer/emanar Reiki». Ele recebeu os seus ensinamentos de Reiki, directamente do seu pai Kozo Ogawa, aluno de Iichi Taketomi e amigo de Mikao Usui. No seu livro, tem perspectivas muito interessantes sobre o Reiki e a forma como o sente, inclusive a partilha de como realiza o seu autotratamento.

Primeiro trato a cabeça. Se a dor é na cabeça, trato a área afectada primeiro. Ao colocar a mão na zona afectada, sinto sempre o byosen. Depois, coloco as mãos nos pulmões. Depois levo até ao coração, estômago, umbigo e tanden. Então, coloco a mão direita no ombro esquerdo. Deslizo a mão pelo peito até à anca direita. Faço o mesmo com a mão esquerda, em direcção à anca esquerda. Para as pernas, desde a bacia até aos pés. Para os braços, faço passar a mão oposta até à ponta dos dedos. Faço cada movimento 10 vezes. Depois, se tinha alguma dor que me preocupava mais, tratava esse sítio em particular. Dependendo do dia, de como sentia o byosen num determinado local, ou não sentia nada, fazia o meu tratamento durante 20 minutos. Sempre me tratei continuamente mas comecei a sentir mais energia, notavelmente, quando comecei a fazer Seiza gassho.

Fumio Ogawa

Fumio Ogawa

Ogawa inicia na cabeça, tal como o Mestre Usui indicava mas já percorria as partes do tronco e abdómen, como o Mestre Hayashi mostrava nas suas sete posições. A limpeza era algo de muito importante, para poder libertar, descarregar a energia mais densa. Fazia uma espécie de Banho Seco mas repetia o movimento 10 vezes e acrescentava as pernas o que até faz sentido. As pernas, como canal de descarregamento da energia, por vezes acumulam uma grande pressão e intensidade de energia densa, por isso, além do enraizamento podemos sempre fazer este tipo de técnica. Após a limpeza é que procedia a um tratamento mais específico. Ou seja, equilibrava-se energeticamente, limpava-se e só depois ia à questão e ao efeito. É de notar o relevo que ele dá ao byosen. Realmente devemos prestar muita atenção ao que sentimos de fluxo energético em nós mesmos, através das mãos. Para finalizar, Fumio Ogawa fala sobre a prática de Seiza gassho, ou seja, sentar-se, com a bacia em cima dos pés, tendo as mãos em gassho. Muito possivelmente praticava, ao mesmo tempo, o Kenyoku ho, para revitalizar e reciclar a sua energia, uma prática que deve ser feita durante 15 minutos.

O autotratamento Reiki é uma prática muito importante para o nosso equilíbrio e deve ser realizado sempre que necessário, não só como tratamento mas também profilaxia. O desenvolvimento do byose e a prática do Reiji Ho, aliado aos princípios e à reflexão dos poemas, enriquecem a nossa forma de estar como praticantes e seres humanos.

 

Autor: João Magalhães

Sou Designer, Mestre, Terapeuta de Reiki, Mestre de Karuna, Presidente da Associação Portuguesa de Reiki e co-fundador do CENIF. Autor dos livros «Reiki Guia para uma Vida Feliz», «O Grande Livro do Reiki» e «Reiki - Elevação da Consciência». Professor de Meditação Terapêutica Integral. Acima de tudo quero partilhar contigo o porquê de Reiki ser a «Arte Secreta de Convidar a Felicidade».

Partilhar

Deixe um comentário